quinta-feira, 25 de junho de 2009

Nem desistir nem tentar

Mais uma vez arrumei a mala hoje.Roupas e objetos lembram momentos, pessoas da minha vida. E são tantas as histórias, tantos os sentimentos contidos nela. São tantos caminhos deixados de lado.
Hoje deixo a Lapa que me acolheu nesses dois meses de Rio, as lembranças vão comigo, lembranças com carinho do meu rápido casamento, brigas de ciúme, risadas pela piada mal contada e também pelo medo, simples, constante e intenso.
Medo que agora virou saudade. Será possível evitar o inevitável? Ou apenas podemos adiar o fato, adiar a decisão que lutamos em não tomar com esperanças que tudo possa acabar bem no final.
Escolher faz parte da maturidade, é preciso reconhecer a hora certa de abandonar o jogo. Porém, loucura ou não, eu ainda não desisti.

"Eu não sou tão triste assim, é que hoje eu estou cansada”. Clarice Lispector .
Acho que ando cansado demais então.

Um comentário:

  1. Reformatar o hd às vezes é preciso. Só reinstalar o que realmente funciona.

    ResponderExcluir